O que é Steam?

Steam: o que você precisa saber sobre a maior plataforma de games dos PCs

Quem joga no PC atualmente com certeza utiliza, já utilizou ou algum dia vai utilizar a Steam. A plataforma é pioneira em trazer um lugar para baixar games legalmente no PC e ser um local de encontro online para jogar com os amigos. Se você está chegando agora no mundo de jogos para computador ou quer saber um pouco mais sobre a principal plataforma de games do PC, confira abaixo nossos principais apontamentos sobre a Steam.

Foi criada pela Valve e ajudou a revolucionar a indústria

A Steam ganhou vida em 2003 e é uma das criações da Valve, a produtora por trás de títulos de grande sucesso no PC, como Half-Life, Portal, Counter-Strike: Global Offensive e Dota 2. Atualmente, a plataforma pode ser baixada de graça em computadores Windows, Mac e Linux, e possui um site para sua loja online e principais serviços.

Em seu lançamento no começo do século, a plataforma da Valve tinha a ousada proposta de oferecer games exclusivamente por download e de forma legal. Ou seja, você comprava o jogo original e baixava no seu PC.

Enquanto o pessoal das antigas colecionava as belas caixas de games, a galera de hoje em dia guarda a maioria dos jogos na biblioteca da Steam

Apesar de ter enfrentado certa dificuldade para emplacar no começo por causa de fatores como internet lenta e a popularidade da mídia física, a Steam evoluiu junto com a web e se tornou um marco nos computadores, auxiliando a popularizar os jogos digitais.

Alguns dados da última década mostram como apostar contra a mídia física deu certo para o serviço da Valve. Em 2010, cerca de 48% dos jogos de computador eram baixados digitalmente, com os DVDs dominando o rolê. Em 2014, porém, o jogo virou drasticamente: 92% dos games comprados eram totalmente digitais, e a Steam era o local onde mais de 75% deles eram vendidos.

Ainda não temos dados apontando como está o cenário atualmente, mas a Steam teve renda de US$ 4,3 bilhões no ano passado só vendendo jogos (sem contar DLCs e microtransações). Além disso, conta aí pra gente: você conhece alguém que comprou um jogo de PC em mídia física nos últimos anos e que não era só um instalador da loja salvo em um DVD?

Steam traz coisas de “consoles” para o PC

Atualmente, além de ser a loja mais famosa de games no PC, a Steam também pode ser considerada a plataforma central de distribuição de games no computador. Mesmo que você compre um jogo em outro e-commerce digital, possivelmente a ativação ocorrerá na plataforma da Valve.

Isso acontece por causa do aplicativo de desktop da Steam, que ganhou diversas atualizações no decorrer do tempo e ajudou a deixar a experiência de jogar no PC mais parecida com o que vemos nos consoles.

Em 2007 o serviço ganhou uma página de comunidade, o que trouxe recursos como conquistas, lista de amigos, grupos de discussão, chat e compartilhamento de imagens de gameplay. A novidade tornou a forma de jogar no computador bastante similar com os consoles na parte social, já que possibilitou a criação de uma rede de contatos dentro do ambiente de jogo.

Outra funcionalidade importante adicionada na Steam em 2009 foi o suporte para Nuvem. Com isso, os jogadores podem salvar seu jogo automaticamente nos servidores da Steam e manter seu progresso mesmo que troquem de computador.

Vale ressaltar, também, que boa parte dos jogos vendidos na Steam possui suporte para controles. Com isso, basta conectar um joystick via USB, Bluetooth ou receptor sem fio e mandar ver com o mesmo conforto de jogar num console.

Possui um mercado que rende dinheiro (de verdade)

Além de ter uma divisão de comunidade com recursos sociais, a Steam também possui um mercado para os jogadores. O recurso permite que os usuários troquem ou vendam itens que ganham dentro de seus games, como skins, acessórios e cartas colecionáveis. A parte mais interessante, e muitas vezes polêmica, é que as transações são feitas com dinheiro real.

Escrevemos aqui no Nacionais sobre como o funciona o mercado da Steam utilizando PUBG como exemplo. Os itens podem ser vendidos de maneira simples, basta que o jogador entre na página de Inventário, opte por um valor no item que quer colocar à venda e espere por um possível comprador.

Após o item ser vendido, uma pequena parcela do dinheiro fica com a Steam e o restante vai para a carteira do jogador, que pode utilizar o montante na loja. Graças a popularidade de alguns games, é comum vermos produtos no mercado extremamente valiosos, o que torna as transações mais complexas, principalmente se você quer transformar o valor de um item em grana para ser gasta fora da Steam.

No caso de PUBG, por exemplo, algumas roupas raras já chegaram a custar mais de R$ 5 mil, principalmente durante o período de desenvolvimento aberto do game na Steam, o chamado acesso antecipado. A imagem acima mostra a cotação de algumas skins de CS:GO no dia em que este texto foi escrito, passando dos R$ 6 mil.

Apesar de ser uma boa para os jogadores que querem se livrar de itens repetidos ou ganharem uns trocados enquanto jogam, o mercado da Steam também dá vida a problemas como os cheaters, pessoas que trapaçam para ganhar mais itens e, consequentemente, dinheiro. Grandes games como PUBG e Counter-Strike: Global Offensive acabam sofrendo com isso e têm uma luta constante para tentar deixar o gameplay mais justo e limpo para quem simplesmente quer se divertir.

Tem promoções incríveis

Por causa de fatores como otimização, flexibilidade da plataforma e problemas como os cheaters, os jogos no PC são, por natureza, mais baratos que os de consoles. Mas, além disso, a Steam é conhecida e se destaca em meio às concorrentes pelas promoções.

A loja possui milhões de jogos e o apoio de grandes produtoras do mundo dos games, o que facilita na hora de trazer descontos para os seus usuários. Graças a isso, é possível encontrar produtos com desconto praticamente todo dia.

A loja também costuma ter as famosas “Sales” em determinadas épocas do ano, como no começo de estações ou em grandes feriados. Nas grandes promoções você encontra boa parte do catálogo com descontos acima da média.

Por causa desse padrão, muitos jogadores costumam economizar durante alguns meses e esperar um grande saldão da Steam para fazer as compras. Uma dica para quem gosta de economizar é ficar de olho no site SteamDB, que mapeia os preços da loja e traz uma lista com os cortes de preço de cada game.

A Steam também vende filmes, séries e animes

Vale ressaltar, também, que a plataforma possui conteúdos multimídia que podem ser comprados pelos usuários. A Steam possui diversos documentários, séries, animes e até grandes produções do cinema que podem ser compradas em sua loja e assistidas no player da plataforma (que não se destaca pela qualidade).

Mesmo na parte de vídeo, os games ainda acabam se destacando. Boa parte do conteúdo, principalmente o gratuito, trata de temas como indústria e desenvolvimento de games. Se você quer experimentar essa parte da Steam, uma boa dica é o curta-metragem baseado no jogo Papers, Please, que pode ser baixado de graça na loja.

Compartilhar esta publicação:
Postado por oVacilo
oVacilo
Bem vindo ao nosso blog, caso tenha gostado, compartilhe, isso ajuda muito nosso site. Caso não saiba temos uma variedades de posts em nosso site, assim como Counter Strike e também sobre nossa melhor loja de games Steam e muito mais.

Comentários